Homem negro jovem e careca refletindo.
Categories:

Currículo lattes ou vitae: afinal, qual é a diferença?

O currículo lattes ou vitae é um documento de apresentação. É nele que os candidatos a uma vaga inserem informações de contato, formações e experiências profissionais. Ele é o seu contato com a organização ou empresa para a qual está se candidatando. 

É normal que pessoas em início de carreira, que estejam buscando um cargo de estágio ou jovem aprendiz tenham dúvidas sobre as diferenças entre os currículos lattes e vitae ou qual a melhor opção entre eles.

Mas não se preocupe, isto é comum! Mesmo para os profissionais mais experientes e acostumados a fazer curriculum vitae, é comum haver dúvidas sobre o lattes. 

E se você está em busca de vagas em empresas multinacionais ou no exterior, vale a pena ter um currículo pronto em inglês. Saiba como clicando aqui.

Por isso, neste texto nós falaremos para que servem estes dois modelos de currículo, como fazê-los e como utilizá-los para conquistar um emprego. Continue a leitura!

O que é currículo lattes?

O lattes é o modelo utilizado no meio acadêmico, principalmente por pesquisadores e estudantes.

Portanto, se você tem interesse em realizar atividades de extensão, pesquisas científicas e seguir carreira em mestrados e doutorados, por exemplo, é imprescindível que você faça o seu registro assim que entrar na universidade.

No Brasil, este tipo de currículo deve ser feito na Plataforma Lattes. Ela está atrelada ao Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o maior órgão de fomento às pesquisas científicas do país. 

Professora e alunos estudando em uma mesa. Imagem ilustrativa sobre o meio acadêmico, onde acontece a disseminação do currículo lattes.

Como preencher o lattes?

Nesta plataforma, você irá completar o seu perfil com dados básicos como data de nascimento, contatos, formação e experiências profissionais.

Além disso, também pode acrescentar eventos acadêmicos dos quais participou, seja como ouvinte, organizador ou palestrante. E experiências como voluntário, cursos de pequena ou longa duração relacionados à sua área também podem ser agregadas.

Mas o foco maior está em informações como: artigos e capítulos publicados em livros e revistas, grupos de estudo e projetos de extensão dos quais participou e níveis de conhecimento em idiomas — escrita, fala e leitura.

Não tem problema se o seu Lattes estiver grande, o importante é que ele esteja completo. As agências de fomento dão preferência às pessoas que possuem um currículo completo e com boas experiências na sua área de atuação. Por isso, não tenha medo de acrescentar informações!

O que é curriculum vitae?

O foco deste modelo está nas realizações profissionais, ou seja, empregos e cargos que o candidato ocupou durante sua carreira.

É a partir dele que os recrutadores de um processo seletivo decidem se aquela pessoa deverá seguir para as próximas etapas ou não. Ou seja, ele funciona como a sua primeira apresentação, como um cartão de visitas.

No artigo Modelo de Currículo 2020: Baixar + Preencher você pode baixar o nosso documento e começar a preenchê-lo com os seus dados. Acesse agora mesmo e saiba como ser o Candidato de Sucesso dos processos seletivos!

Mulher jovem, negra e com tranças trabalhando em uma mesa com um notebook e falando ao telefone. Imagem ilustrativa sobre o mercado de trabalho, onde é exigido o curriculum vitae.

O que colocar no CV?

Nele, o indivíduo deve inserir informações básicas de contato, seu histórico profissional, suas habilidades e idiomas, assim como as principais formações acadêmicas — ensino técnico, graduação, especialização e pós-graduações são os mais valorizados. Contudo, cursos de longa duração ligados à vaga também são válidos de serem agregados. 

Portanto, se você quer concorrer a uma vaga de estagiário, trainee, analista ou ser efetivado em uma empresa, é super importante que monte o seu CV com muita atenção e de acordo com o posto.

Quais são as principais diferenças entre currículo lattes e vitae?

Após a leitura dos tópicos anteriores, é mais fácil compreender o que são esses dois modelos de currículos e para que servem. Enquanto o lattes é voltado para o meio acadêmico, o vitae está relacionado ao meio profissional e corporativo. 

O tamanho

Outro ponto a ser enfatizado é a quantidade de informação inserida neles. Isso porque, no Lattes, quanto mais informações sobre as suas experiências, melhor. Afinal, as agências que fomentam a pesquisa no país estão buscando alguém que esteja bem preparado para assumir as responsabilidades de uma bolsa.

Já o CV deve ser formatado em uma, ou no máximo duas páginas, com todos as informações citadas acima. Isso deve ao fato de os recrutadores possuírem pouco tempo para avaliar os currículos.

Então, o seu modelo deve chamar a atenção assim que é visto. Para isso, os dados ali inseridos devem ser breves, mas bem pensados.

O formato

O Lattes é feito na plataforma online disponibilizada pelo CNPq. Sendo assim, ele é padronizado para todos os que estão inscritos, então não é necessário se preocupar com a aparência e a formatação dele porque o próprio programa é atualizado de acordo com os dados que são inseridos.

Enquanto isso, o CV pode ser feito de acordo com as prioridades e o gosto de cada candidato. É possível editá-los de diferentes maneiras para cada vaga, destacando uma ou outra informação que seja mais condizente. Além disso, ele costuma ser entregue impresso ou como PDF/Word. Se você não quer perder tempo buscando exemplos, baixe o nosso modelo gratuito agora!

A personalização

Como dito anteriormente, o Lattes é padronizado. Isso faz com que ele seja o mesmo, independente de qual oportunidade esteja sendo buscada, seja ela de emprego ou para bolsas de pesquisas científicas. 

No curriculum vitae, a intenção é que ele seja personalizado para cada cargo concorrido. Portanto, informações são agregadas ou retiradas para que ele se adeque melhor e o candidato tenha mais chances no processo seletivo.

A verificação

A plataforma do Lattes está diretamente ligada à da Receita Federal. Desse modo, dados pessoais são verificados pelo sistema e dificilmente podem ser falsificados. Além disso, todas as certificações incluídas precisam de comprovações, o que diminui ainda mais os riscos de ocorrerem fraudes.

Como o CV costuma ser enviado, não é tão comum acessá-lo em alguma plataforma online. Ou seja, caso a pessoa minta sobre as suas qualificações, não é tão simples checar tais informações.

Mas alertamos: não minta no seu curriculum porque provavelmente pedirão que você comprove suas habilidades durante o processo seletivo e os recrutadores perceberão a situação.

Então, qual é a melhor opção: currículo lattes ou vitae?

Mulher jovem e negra refletindo. Imagem ilustrativa sobre fazer escolhas entre curriculo lattes ou vitae.

Se você chegou até aqui, já entendeu as diferenças de cada modelo de currículo. Mas é hora de reafirmar: a melhor opção depende do que você quer com o currículo lattes ou vitae.

Está procurando um emprego? Envie o seu curriculum vitae. É nele que você inserirá as suas experiências mais adequadas à vaga. 

Já se a sua intenção é ser ativo no ambiente acadêmico, é hora de criar o seu lattes. Com ele, você pode concorrer a bolsas de iniciação científica, pós-graduação, doutorado, entre outros níveis da academia, seja em faculdades particulares ou universidades públicas. 

E, caso você já seja acadêmico e esteja em busca de oportunidades no mercado de trabalho, ter ambos os modelos é essencial.

Pense nos seus objetivos e tenha eles claros antes de montar o seu currículo!

5 thoughts on “Currículo lattes ou vitae: afinal, qual é a diferença?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *